Sim, dá para beber água do Rio Tietê

Por Marcos em 20 de fevereiro de 2017

No caminho para nossa aventura no litoral norte passamos por esta placa em Salesópolis, claro entramos nesta estrada…

 

A maioria das vezes que saímos para aventuras sempre damos preferência para o caminho mais longo, são estradas secundárias que nos brindam com boas paisagens e peculiaridades. Em uma destas estrada, Salesópolis – Paraibuna, encontramos a placa acima. Fomos conferir.

A estrada para acesso ao parque da nascente é de terra e bem cuidada. As placas indicavam 6 km da rodovia pavimentada até  lá, mas sentimos que é bem mais… O trajeto é tranquilo.

Não tem como se perder, é pegar a estrada e seguir em frente chega-se na entrada.

O parque é muito bem cuidado, todo sinalizado, sem possibilidades de se perder lá dentro. São 3 trilhas que levam a nascente, sem querer pegamos a mais longa que dá uma volta em um morro e você tem um contato profundo com a natureza. Tem uma taxa de visitação no valor de R$ 4,00 por pessoa. Barato pelo que oferece.

No fim da trilha o encontro tão esperado, a nascente do Rio Tietê, que em Tupi Guarani significa “Água Boa”, na verdade são duas nascentes, a primeira em uma fenda na pedra, e a segunda no solo próximo a esta fenda..

Água muito, muito limpa, com pequenos peixes, um pouco fria. O Rio Tietê percorre 1136 km até desaguar no Rio Paraná e atravessa várias cidades cortando o estado de São Paulo quase inteiro. Limpo está desde a nascente até a cidade de Biritiba Mirim, a partir daí vai ficando cada vez mais poluído até voltar a melhorar na região de Barra Bonita, ou seja 430 km adiante.

A nascente é monitorada dia e noite por uma equipe da DAEE e as medições lançadas em um quadro. Depois de ouvirmos toda a história a respeito do rio, claro que eu quis experimentar a água direto da nascente, assim, fui na primeira queda do rio, distante pouco mais de 1 metro e meio da nascente.. deliciosa!

Após saborear uma água limpa, fresca e muito gostosa, seguimos para a entrada do parque onde está instalado um museu contando as histórias do rio e uma surpreendente amostra da água ao longo do seu percurso. É triste ver o que acontece nas proximidades e na capital de SP, muito triste.

A esquerda como ela sai da nascente, a direita como atravessa a cidade de SP..

Realmente o ser humano é capaz de coisas inacreditáveis!

Foi um passeio inesperado extremamente gratificante, pois conhecemos a nascente e ficamos sabendo da história do principal rio do estado de SP. Abaixo um vídeo de nossa trilha e outro da nascente, Vá conhecer.

Deixe um comentário!