Dirigindo pela BR116 e BR101

Por Marcos em 7 de abril de 2017

Nestes 13 dias rodamos muito, mas os trechos mais longos foram de BR 116 na ida e BR 101 na volta…

Resolvi fazer este post para que você tenha uma ideia de como estão estas rodovias, lembrando que este texto foi escrito em Abril/2017, e os cuidados que você deve ter..

 

BR 116

A BR 116 corta o Brasil de norte a sul, ou de Fortaleza/CE até o RS. É com certeza uma das principais rodovias do país juntamente com a BR 101. Ok você pode me dizer que a principal é rodovia Dutra, e está certo, pois a Dutra é a BR 116. Mas vamos lá..

Entramos no Br 116 pela cidade de Leopoldina, sul de MG e nosso destino nela foi Feira de Santana, BA. Foram 1300 km de 116. No geral o asfalto é bom, com acostamento também bom. Radares são inexistentes idem ao policiamento rodoviário federal,  Eles aparecem apenas quando a br cruza pequenas cidades pelo caminho, nestes casos fique atento pois a velocidade raramente passa dos 40km/h. O trecho até o sul da Bahia é de muitas curvas e pequenas serras, e a BR 116 tem muitos caminhões grandes ( carretas ) inclusive daqueles de 30 metros de comprimento, um querendo passar o outro, então neste trecho não tenha pressa, as ultrapassagens são perigosas… Da Bahia para frente são grandes retas que a visibilidade melhora muito. Mas lembre-se.. os caminhoneiros não te facilitam a vida… cautela sempre.

 

Outro cuidado que você deve ter é com os pedaços de pneu de caminhão que se soltam e ficam na via, e são muitos,  muitas vezes desviar vai ser problema, então ao avistar um reduza a velocidade, se estiver atrás de alguém aumente a distância pois eles podem ser jogados contra seu carro pelo veículo da frente. Nesta foto abaixo parei para retirar um pedaço muito grande da pista, e com certeza evitei um acidente grave..

A BR 101, tem a mesma configuração da BR 116, atravessa o Brasil de Touros no RN até o RS. Entramos na BR 101 próximo a Feira de Santana e seguimos nela até Maceió e no retorno de Porto Seguro, BA até Fundão, ES. No geral a estrada está ruim. Do norte da Bahia até a divisa diria que está 60%, tem acostamento, porém estreito. Já em Sergipe tem parte boa, parte ruim e bem ruim e péssima. Em alguns trechos estão trabalhando na duplicação então deve melhorar. Como não tem muitas curvas a ultrapassagem é mais tranquila, mas faça sempre com muita atenção… não vacile, e não esqueça dos radares ao cruzar cidades.

Já em Alagoas ela tem grande parte duplicada.. mas está abandonada, um ou outro canteiro de obra bem acanhado…. ali redobre a atenção porque a sinalização de solo inexiste. Se estiver anoitecendo e chovendo parar e esperar o outro dia pode ser uma boa ideia.

De todo o trajeto que fizemos as estradas estão boas, acidentes vimos 3, dois graves. Pegamos muita chuva na BR 101 no ES, escorrega bem. Se você dirigir de forma defensiva viaje tranquilo que não terá problemas.

Deixe um comentário!